Los Angeles!

Passadinha em Los Angeles
Era uma conexão de algumas horinhas, mas “já que”, por que não ficar um pouco mais? 

Fundada por espanhóis em 4 de setembro de 1781, em 1821 o México se tornou independente da Coroa espanhola e toda Califórnia ficou sob controle da recém-criada nação mexicana até 1848, quando passou ao domínio dos EUA, após a guerra entre os dois países. A partir de 1920, a instalação de vários estúdios cinematográficos em Hollywood, fez com que Los Angeles se tornasse a capital do cinema.

Hoje é a 2ª cidade mais populosa dos EUA, sendo a maior da Costa Oeste, localizada ao sul do estado da Califórnia, é conhecida por seu clima mediterrâneo e diversidade étnica. Ficamos 3 dias, realmente uma passadinha, tantas coisas para fazer, lugares para visitar em tão pouco tempo, serviu para ficar com vontade de quero mais.

Nos hospedamos em Beverly Hills, chiquérrima com avenidas largas, muito arborizadas, lojas de grifes e mansões das celebridades, me senti no filme “As Patricinhas de Beverly Hills” rsrs.

Na chegada já visitamos Hollywood:

Calçada da Fama: quase 2 quilômetros de comprimento, é repleta de estrelas com nomes de celebridades. 

  • Ela foi idealizada em 1953 pelo então presidente da Câmara de Comércio de Hollywood, E. M. Stuart, ele teve a ideia de criar a Calçada da Fama, para homenagear a comunidade do entretenimento, existem outras versões como a do Hotel Hollywood que funcionou nos anos 50 e tinha o teto cheio de estrelas em homenagem aos seus clientes famosos, que pode ter sido uma inspiração para Stuart. Em 08 de fevereiro de 1960, depois de muitos impedimentos a “Walk of Fame” finalmente foi inaugurada e a 1ª estrela foi de Stanley Kramer, diretor de Julgamento de Nuremberg.  Nas palavras de E. M. Stuart, a “Walk of Fame” tem por objetivo “manter a glória de uma comunidade cujo nome significa glamour e emoção nos quatro cantos do mundo”
  • Hoje em torno de 2600 celebridades já tem sua estrela na Calçada da Fama.
  • As estrelas são definidas por um júri criterioso da câmara de comércio de Hollywood, à partir de indicações que podem ser feitas por qualquer pessoa. Os indicados devem ter alguma ligação com o mundo das artes, todos os anos são selecionados em torno de 20 pessoas para receber a estrela da fama. É cobrada uma taxa para financiar a manutenção da calçada da fama, hoje o valor é em torno de U$ 50.000,00. A estrela é rosa, feita de mármore Terrazzo com escudo de latão com nome da pessoa e um desenho relacionada a arte que ela representa: Cinema, Teatro, TV, Música, Radio
  • Os escolhidos devem comparecer a cerimônia que é aberta ao público, nos 60 anos de Calçada da Fama só a Barbra Streisand não compareceu na cerimônia.
  • Em 1994, 450 estrelas foram removidas para construção de estações de metro, ficaram fora por 3 anos.
  • Muhammad Ali – boxeador recebeu uma estrela por entreter as pessoas em suas lutas de boxe durante décadas, mas a estrela esta na parede do Teatro Chinês porque ele não queria ninguém pisando na estrela, é uma questão de respeito segundo ele.
  • Ronald Reagan tem uma estrela, claro que não pela presidência, mas pela carreira de ator.
  • Alguns artistas tem duas estrelas, entre eles Michael Jackson e os 4 membros dos Beatles.
  • Gene Autry tem 5 estrelas, uma em cada categoria.
  • Charles Chaplin foi um dos pré selecionados para ter uma estrela na inauguração mas foi censurado, só em 1972, ganhou sua estrela.
  • Algumas entidades empresariais também receberam estrela como a Victoria Secrets, Disneyland, além de personagens fictícios como Mickey Mouse e Godzila.
  • Algumas estrelas já foram furtadas e outras vandalizadas como a de Donald Trump durante a eleição de 2016.
  • Brasil esta representado por Carmen Miranda, atriz e cantora portuguesa mas naturalizada no Brasil.

Chinese Theatre: é o cinema mais famoso do mundo. 

O prédio foi a obra-prima de Sid Grauman, depois de uma viagem a China ficou apaixonado pela cultura, ele já tinha experiência no setor pois construiu em 1922 o Teatro Egípcio. O Teatro Chines abriu suas portas em 18 de maio de 1927, com o nome de Grauman’s Chinese Theatre, é lá que acontecem as grandes estréias mundiais, onde as grandes estrelas de Hollywood assistem os seus filmes. 

Em frente ao Teatro tem mais de 200 mãos, pés e autógrafos de grandes estrelas de hollywood, é uma tradição que começou por um descuido quando a atriz Norma Talmadge pisou sem querer no cimento fresco, na noite de gala de seu filme e serviu de inspiração para convidar outas estrelas a deixarem suas marcas, existe também uma versão de que foi Sid Grauman pisou sem querer.

A construção foi supervisionada pelo poeta e diretor Moon Quon, que viajou da China para a ocasião, assim como todos os materiais utilizados para a construção foram levados de lá. Um exemplo claro são os enormes “chinese heaven dogs”, metade cachorro, metade leão, pertencentes à Dinastia Ming, que protegem a entrada.

De 1944 a 1946, foi a sede da cerimônia do Oscar e algumas das estreias mais famosas aconteceram no Teatro Chinês como: O Mago de Oz (1939).

Em 11 de janeiro de 2013, Chinese Theatre anunciou uma parceria com a TCL, também conhecida como “The Creative Life”, essa parceria trouxe muitas atualizações interessantes e projetos de preservação para o Teatro Chinês. Por exemplo, novos assentos inclinados, nova marquise digital, reformas do saguão principal e atualizações de tecnologia importantes para a apresentação de áudio e visual. Essas melhorias deram ao famoso palácio do cinema um novo sopro de vida e proporcionam aos frequentadores do teatro um ambiente muito melhor, verdadeira experiência de cinema de classe mundial.

O palácio do cinema usa projeção a laser IMAX de última geração. Assistir a um filme lá não é apenas uma saída à noite, é um evento memorável. A experiência de laser IMAX no TCL Chinese Theatre representa um salto quântico em tecnologia de cinema – fornecendo ao público as imagens digitais mais nítidas, brilhantes, claras e vivas de todos os tempos, combinadas com um nível totalmente novo de áudio envolvente. A experiência de ver um filme no TCL Chinese Theatre IMAX é verdadeiramente incomparável.

Dolby Theatre: antigo Teatro Kodak, desde 2002 é a casa oficial da entrega do Oscar!

Está localizado no coração de Hollywood, próximo da Calçada da Fama e do Teatro Chines. Para os amantes do cinema tem uma visita guiada chamada de “Dolby Theatre Tour”.

O local acomoda em torno de 3.400 pessoas para a cerimônia do Oscar e para exibição de filmes em torno de 1600 pessoas. Ele tem um sistema de som, cores e luzes que criam uma atmosfera muito real, possui 215 alto-falantes, é considerado um dos sistemas de som mais sofisticados do mundo.

O Dolby Theatre já recebeu mais de 35 estréias da Disney, Paramount e Universal.

O Oscar é a mais famosa premiação de cinema que existe no mundo. Criado em 1927 por Louis B. Mayer, chefe do poderoso estúdio cinematográfico MGM –  Metro-Goldwyn-Mayer, como uma organização não lucrativa dedicada ao avanço e aperfeiçoamento da indústria do cinema. 

Em 16 de maio 1929, na cidade de Los Angeles, aconteceu a primeira cerimônia num um jantar no Blossom Room do Roosevelt Hotel, para aproximadamente 250 membros da academia que pagaram U$10,00 para participarem da festa. A cerimônia de entrega durou 15 minutos e foram entregues 15 estatuetas.

A estatueta, mais tarde batizada de Oscar, foi criada por Cedric Gibbons, diretor de arte da MGM. Ela representa um cavaleiro com uma espada, de pé sobre um rolo de filme. As cinco divisões do rolo simbolizavam as cinco categorias em que o prêmio era distribuído: atores, diretores, produtores, técnicos e roteiristas.

Em 1928, a estatueta foi fundida em bronze pelo escultor George Stanley e revestida com uma fina camada de ouro. Desde 1930, no entanto, sua produção ficou um pouco mais elaborada, sendo inicialmente fundida em metal bretanha, depois cobre, seguido de níquel e prata. Cada etapa é seguida de um polimento especial, até finalmente o revestimento com a fina camada de ouro.

Oficialmente, o Oscar chama-se The Academy Award of Merit. Seu apelido surgiu em meados da década de 30. A versão mais divulgada é que a então secretária da academia, Margaret Herrick, teria dito ao ver a estatueta pela primeira vez: “Mas parece com meu tio Oscar”.

O primeiro presidente e apresentador da cerimônia foi o ator Douglas Fairbanks.

O prêmio de melhor ator foi para o alemão Emil Jannings, pela sua participação em The Way of All Flesh e melhor atriz foi para Janet Gaynor pelos filmes: 7th Heaven, Street Angel e Sunrise: A Song of Two Humans. Foram concedidos prêmios especiais à Warner Brothers pela produção do primeiro filme sonoro e para Charlie Chaplin por Circo.

O prêmio de melhor ator foi para o alemão Emil Jannings, pela sua participação em The Way of All Flesh. Além disso, já na primeira edição, em 1929, foram concedidos prêmios especiais à Warner Brothers pela produção do primeiro filme sonoro e para Charlie Chaplin por Circo.

Estúdios Sony e Warner:

Já sabemos que Los Angeles é considerada a capital do cinema, mas visitar os estúdios é quase vivenciar a cena do filme. 

Warner Bros Studios, localizado na cidade de Burbank, 30 minutos do centro de Los Angeles, lá fizemos um tour guiado de 2 horas, circulamos num carro elétrico pela “cidade cinematográfica”, fizemos várias paradas para conhecer os cenários de séries famosas e claro que fiz uma foto tomando café no cenário da série “Friends”. Visitamos salas de figurino, mobilias e veículos usados nas gravações. 

Na Sony Pictures Studios o tour é a pé, em torno de 2 horas também. O tour pelo estúdio permite conhecer as locações das gravações e o processo de filmagens. Em alguns locais é proibido fotografar mas fora tem uma area de estúdio aberta onde esta o carro usado no filme Ghostbusters – Os Caça-fantasmas.

Santa Monica:

Bem pertinho do centro de Los Angeles, é uma cidade muito visitada e tema de muitos filmes. 

O pier de Sta Monica, cartão postal da cidade e um dos ícones da região, foi inaugurado em 1909 e reformado algumas vezes. Considerado o ponto final da Rota 66, a rota que tem quase 4.000km, sai de Chicago e cruza 9 estados norte-americanos. O local tem um parque de diversões à moda antiga, o Pacific Park, o único parque da costa oeste, ele tem uma roda-gigante movida a energia solar, um aquário com mais de 100 espécies, lojas, restaurantes, cafeterias e lugares onde alugar bicicletas, aliás a cidade é ótima para andar de bike, bem plana. Durante a temporada de verão tem shows gratuitos.

Para quem é fã de “Forest Gump – O contador de Histórias”, vale uma refeição no Bubba Gump Shrimp, além da comida ser muito boa, ele foi inspirado no filme. Na entrada tem o cenário formado por um banco, o par de tênis no chão, a mala e a caixa de bombons em cima do banco, representando exatamente a cena do filme onde Forrest conta sua estória enquanto espera o ônibus.

The Grove

Para quem gosta de fazer compras tem que dar uma passadinha no The Grove Mall, um verdadeiro Shopping a céu aberto, na praça central tem um jardim com uma fonte onde acontece a dança da águas, sempre com grandes clássicos da música americana. É considerado um dos melhores lugares para fazer compras e passear em Los Angeles.

Uma das maiores atrações fica para o bondinho histórico de 1759, que circula por toda a área e leva os turistas gratuitamente para um delicioso passeio.

O local é frequentado por pessoas de todas as idades e está na lista dos locais prediletos dos famosos. É possível encontrar estrelas hollywoodianas disfarçadas passeando por la.

Algumas das lojas que você encontra: MAC Cosmetics, American Girl Place, Zara, Apple, Forever 21, J. Crew, Nordstrom, Abercrombie & Fitch, Victoria’s Secrets, Banana Republic, Gap, Michael Kors, Nike, Tommy, Coach, Bath & Body Works, entre muitas outras. 

Para comer tem o Cheesecake Factory Restaurant, The Farm of Beverly Hills, La Piazza Italian Restaurant, Morels French Bistro and Steakhouse ou Whisper Lounge Restaurant.

The Original Farmers Market

Em julho de 1934, alguns fazendeiros e comerciantes estacionaram seus caminhões na esquina da 3rd com a Fairfax e venderam seus produtos frescos na parte de trás dos caminhões. Assim nasceu o The Original Farmers Market de Los Angeles, um mercado gastronômico. Poucos meses após sua inauguração, fazendeiros e comerciantes, se mudaram para barracas permanentes.

Embora tenha se tornado um destino obrigatório para viajantes de todo o mundo, o Farmers Market sempre foi o lugar favorito das famílias de Los Angeles para fazer compras.

A Torre do Relógio se tornou um ícone do Farmers Market em 1948, símbolo mundial de comida e diversão. 

Algumas estrelas com Shirley Temple, Ava Gardner, Marilyn Monroe, Beatles, Frank Sinatra entre outros, marcaram presença.

No decorrer do tempo eles foram criando alguns eventos e alguns continuam acontecendo até hoje como festival de Inverno, festival de Verão e Thursday Night Jazz

Conte com a Peregrinos Brasil para organizar a sua viagem para Los Angeles e outras cidades dos Estados Unidos! Nosso Whatsapp: clique aqui



SALVE JORGE!

capadocia

Santo nas Igrejas Católica Romana, Ortodoxa e Anglicana, entidade no Candomblé e Umbanda, respeitado e reverenciado pelos muçulmanos e não menos importante ‘padroeiro da nação corinthiana’

Mas afinal, quem é SÃO JORGE?

Jorge nasceu em 275 numa família cristã, na atual região da Capadócia – Turquia. Após a morte do pai, mudou-se com a mãe para Lida, (atualmente cidade onde se localiza o principal aeroporto de Israel). Entrou para o exército romano e devido à sua habilidade e dedicação teve lugar de destaque na corporação.    

Em 303 o Imperador Diocleciano publicou um édito que mandava prender todo soldado que fosse cristão. Jorge declara sua fé em Jesus Cristo diretamente ao Imperador, que não querendo perder o grande soldado tenta de toda forma destruir sua fé oferecendo dinheiro, terras e escravos.  Mas,  Jorge não aceitou abandonar o cristianismo. Diocleciano parte então para a tortura, certo que o sofrimento na pele o faria mudar de ideia. A cada sessão de tortura Jorge era levado ao imperador que perguntava se ele renegaria Jesus para adorar os deuses romanos, ao que ele respondia: NÃO!

E a cada negativa Diocleciano mandava que aumentassem a tortura e ele continuava cada vez mais firme em seu propósito. Muitos dos soldados que presenciaram tamanho martírio, bem como a mulher do imperador, acabaram por se converter ao testemunhar tanto amor e confiança em Jesus Cristo. Sem sucesso, Diocleciano mandou degolá-lo em 23 de abril de 303, em Nicomédia, atual Izmit, +- 100 km de Istambul. Seus restos mortais foram levados a Lida, onde depois o Imperador Constantino mandou erguer um grande oratório para que pudesse abrigar seu túmulo.  

Entre os documentos mais antigos que atestam a existência de São Jorge tem uma epígrafe grega de 368 que fala da “casa ou igreja dos santos e mártires triunfantes Jorge e companheiros“. Em 494 sobe aos altares. 

No cânon do Papa Gelásio (+496), São Jorge é mencionado entre aqueles que foram justamente reverenciados pelos homens e cujos atos são conhecidos somente por Deus”.

A fama da Fé de S. Jorge e de sua fidelidade a Cristo se espalhou e cresceu. No século V,  havia 5 igrejas em Constantinopla dedicadas ao santo e no Egito, nos primeiros séculos após sua morte, construíram no mínimo 4 igrejas e 40 conventos dedicados ao mártir.

No decorrer dos séculos, foram muitas as informações duvidosas e fantasiosas que surgiram em torno da figura de S. Jorge. Com certeza você já ouviu sobre alguma delas, relacionadas ao dragão e a lua:  

“Diz que na cidade de Selém, Líbia, havia um dragão cujo hálito venenoso podia matar toda cidade e a pele dele não podia ser perfurada por lança ou espada. Todos os dias o dragão exigia sacrifícios, que ora eram animais, ora eram jovens. Até que um dia chegou a vez da filha do Rei ser oferecida em sacrifício. Jorge estava em viagem pela região e ao saber foi ter com o Rei e exigiu que se trouxesse sua filha de volta, todo o reino deveria conhecer o Cristianismo. O rei deu sua palavra e assim foi. Jorge ‘montou em seu cavalo branco’ e partiu. Depois de muita oração e luta, acertou a cabeça do dragão com sua poderosa espada, ferindo-o mortalmente. A cidade se converte como forma de agradecimento de tal livramento.” 

Já a relação de S. Jorge com a lua, acredita-se que surgiu no Brasil, a partir do sincretismo religioso. Ogum (S. Jorge na Umbanda e no Candomblé), santo da Guerra e detentor da energia masculina, teria buscado na Lua as energias do feminino, fazendo dela sua morada. E as manchas na lua representam o santo e sua espada, a postos para defender aqueles que rogam pela sua ajuda.

Entre os vários símbolos, temos o DRAGÃO que tradicionalmente é referência do demônio, do mal e da inimizade e a certeza que o bem triunfa sobre o mal.  Em outro momento, S. Jorge teria socorrido os cavaleiros da 1.ª Cruzada (1098) – Intercessor.   

Na 3.ª Cruzada, em 1190, o rei Ricardo Coração de Leão nomeou o santo como protetor de uma expedição e colocou no uniforme dos militares  “a cruz de São Jorge”, que hoje está presente na bandeira da Inglaterra. Do território britânico, a devoção se espalhou pelo resto da Europa, chegando a Portugal, onde “São Jorge!”, tornou-se um grito de batalha no século XIV. 

Sim, chegou para nós pelas mãos dos portugueses e na época da escravidão, os negros, proibidos de praticarem suas religiões tradicionais, logo deram um jeitinho,  “adaptando” e relacionaram um santo da igreja a um orixá e  São Jorge é Ogum, o orixá da guerra, do combate, do ferro e da metalurgia.

São Jorge é padroeiro de várias cidades em países como Etiópia, Lituânia, Inglaterra, Portugal, Espanha, Itália, Líbano, Brasil e também dos soldados, escudeiros, cavaleiros, escoteiros, esgrimistas e arqueiros. Ele é invocado ainda contra a peste, a lepra e as serpentes venenosas. O Santo é honrado também pelos muçulmanos, que lhe deram o apelido de “profeta”.

Os santos foram aqueles que viveram a radicalidade do amor a Cristo que mantiveram sua fé até diante da morte. Com relação a São Jorge, temos poucos fundamentos históricos, mas o suficiente para saber que Ele existiu e tudo que envolve seu nome, independente de como, quando e onde, nos recorda uma ideia fundamental: que o bem, com o passar do tempo, vence sempre o mal. A luta contra o mal é uma dimensão sempre presente na história humana. 

A figura do santo combatente lutando contra o dragão tornou-se uma das maiores referências iconográficas do ideal cavaleiresco na civilização cristã. O salmo 90 é com frequência referido a ele: “Sobre serpente e víbora andarás, calcarás aos pés o leão e o dragão” (Sl 90,13).

Ah! E SIM!
SÃO JORGE ESTÁ NA LUA

São Jorge é o nome, adotado pela União Astronômica Internacional, de uma cratera na lua. 

CURIOSIDADES

  • Além do dia 23 de abril, dia de sua morte, ele também é homenageado no dia 6 de maio para os ortodoxos (devido uso calendário juliano) e 3 de novembro, dia que foi trasladado seus restos mortais para o oratório construído por Constantino. 
  • O Papa Paulo VI, em 1969, reformou o calendário da celebração dos Santos, e a memória de São Jorge passou a ser facultativa, restrita às comunidades locais e não mais universal como era antes.  
  • É um dos 14 Santos Auxiliares (intercessores eficazes contra as mais diversas doenças)
  • Também é invocado pela saúde dos animais 
  • o país “Geórgia” tem este nome devido ao santo
  • Na Bulgária o dia de S. Jorge é feriado nacional e o santo é venerado como “libertador dos cativos e defensor dos pobres”, o santo protetor. É também o Dia do Exército Búlgaro
  • Na região da Catalunha, Espanha, o dia de São Jorge é conhecido também como DIA DA ROSA ou DIA DO LIVRO. Os homens dão às mulheres rosas e as mulheres dão livros aos homens, “uma rosa por amor e um livro para sempre”. A troca é entre namorados e apaixonados, mas também podem ser entre amigos. 
  • As tatuagens de S. Jorge estão entre as que mais fazem sucesso no Brasil.
  • E qual a relação com o Coringão?

Existem duas histórias sobre o motivo de o Corinthians ter adotado São Jorge como patrono: 

LOCALIZAÇÃO: a sede fica na Rua São Jorge, no Parque S. Jorge.
(Ocupam o espaço desde a década de 1920) 

HERANÇA: o Corinthian Football Club, time inglês que deu origem ao alvinegro, tem São Jorge como padroeiro, e essa tradição teria sido passada para sua versão brasileira. 
O dia 23 de abril, dia dedicado ao santo no Brasil é também o dia do “torcedor corintiano” 

Que tal uma voltinha de balão na Capadócia?  Consulte-nos para um programa imperdível pela Capadócia e a bela Turquia. Nosso Whatsapp: clique aqui

Fontes: Vatican, A 12, Canção Nova, Globo, Gaudium press

Hoje celebramos o dia de Tiradentes!

turismo cidade tiradentes

Por isso, listamos alguns motivos para conhecer a charmosa cidade de Tiradentes, que recebeu o nome em homenagem ao herói nacional.

Conhecer a cidade de Tiradentes é mergulhar na natureza, arquitetura, bons restaurantes, religião, museus e artesanato. É uma das cidades que melhor conta a história do Ciclo de Ouro e detém construções coloniais mais bem preservadas do país. 

A cidade promove importantes eventos culturais, como a Mostra de Cinema (janeiro), o Tiradentes em Cena (maio), o Tiradentes Vinho e Jazz, o  Bikefest (junho),  e o Festival de Cultura e Gastronomia (agosto).

O Largo das Forras é a principal praça da cidade. Tem que ser aproveitado de dia e de noite. Lá você irá encontrar as tradicionais charretes que te levam para dar uma volta pela região. Ao lado do Largo das Forras, está a Ponte das Forras, obra do século XVIII que conecta a praça ao Largo das Mercês.  Umas das dicas é usar calçados bem confortáveis e se perder nas ruas do centro histórico, que deve ser explorado a pé. 

A belíssima Igreja Matriz de Santo Antônio é o cartão postal e a principal igreja da cidade. Grande exemplo de arte barroca e rococó, a igreja foi modificada em 1810 por Aleijadinho. Suas origens estão ligadas a própria fundação da cidade, o antigo ‘Arraial Velho do Rio das Mortes’. No caminho para a Matriz, você passa pelo Largo do Sol, onde está a estátua de Tiradentes, a Capela de São João Evangelista e a Casa de Padre Toledo.

Além das igrejas, vale a pena conhecer os museus, como o de Sant’Ana, que abriga 291 imagens de Sant’Ana, a santa protetora dos lares e da família e  o  dos mineradores, que contém obras de várias regiões do país, eruditas e populares, dos mais variados estilos e técnicas, produzidas em sua maioria por artistas anônimos, entre os séculos XVII e XIX.

O passeio de Maria Fumaça é imperdível e um dos mais procurados. A locomotiva percorre 12 km do trecho da Estrada de Ferro Oeste de Minas, passando pelo Rio das Mortes e pelas montanhas da Serra de São José. Após 40 minutos, a maria fumaça chega a São João del Rei, cidade associada à descoberta do ouro na região, no começo do século XVIII.

Onde se hospedar: Se a ideia é ficar hospedado no centro histórico e esquecer o carro durante a sua estadia, deixamos aqui algumas dicas em diferentes categorias, todas testadas e aprovadas por nós da Peregrinos Brasil:

Santíssimo Resort: é o que há de mais completo em estrutura de turismo e lazer, a apenas 2 minutos do Largo das Forras. O Santíssimo reúne diversas opções para seu lazer, seja viagem de família, amigos, casais, melhor idade, férias, eventos empresariais e festas.

Pousada Mãe D’Água: conquista seus hóspedes pelo charme e beleza de seus vários ambientes. É uma das melhores opções de hospedagem, trazendo para você, sua família ou grupo o melhor custo/benefício. A Pousada ainda conta com profissionais preparados para atender aos hóspedes de forma cordial e eficiente, trazendo praticidade e conforto para sua estadia.

Hotel Ponta do Morro: o tradicional hotel foi inaugurado em 1987, com a missão de ser “uma extensão da casa” de cada um de seus clientes, o local oferece infraestrutura perfeita para o descanso e lazer na mais charmosa cidade mineira, tal como, para a realização de eventos sociais e empresariais dos mais variados tipos. 

CONTEXTO HISTÓRICO:

Tiradentes nasceu na cidade de Ritápolis, Minas Gerais, no ano de 1746. Em pleno período colonial, o Brasil gerava muitos lucros à Coroa Portuguesa através da exploração do ouro mineiro. Com o passar do tempo, a capacidade de mineração foi diminuindo e a arrecadação de impostos passou a aumentar. 

Intelectual, Tiradentes se inspirou nas ideias de revolucionários iluministas e na independência dos Estados Unidos. Seu objetivo era libertar o país do domínio português. Juntou-se a padres, coronéis, poetas e advogados, para planejar um motim contra a metrópole. 

O movimento, chamado de Inconfidência Mineira, eclodiu quando um membro do grupo, Joaquim Silvério, traiu a organização. Joaquim devia 700 contos ao rei de Portugal e, para ter a dívida perdoada, denunciou o plano às autoridades.

Devido ao seu espírito de liderança, Tiradentes foi considerado o mais radical do grupo, tendo planejado até o assassinato do Visconde de Barbacena. Além disso, ele foi o único dentre os inconfidentes a assumir a participação na conspiração. 

Presos, todos os inconfidentes aguardaram durante três anos pela finalização do processo. Como pena, todos eles foram acusados de traição. No dia 21 de abril de 1792, Tiradentes foi enforcado, decapitado e esquartejado em praça pública como exemplo para toda a população. Acredita-se que antes de morrer, Joaquim da Silva Xavier disse: “Jurei morrer pela independência do Brasil, cumpro a minha palavra! Tenho fé em Deus e peço a ele que separe o Brasil de Portugal.”

A partir daí, ele passou a ser um ícone da liberdade e da independência brasileira. Seu nome, inclusive, consta no Livro de Aço do Panteão da Pátria e da Liberdade, um memorial cívico que homenageia grandes personagens da história do país. 

Entre em contato com a Peregrinos Brasil e monte o seu roteiro para conhecer esta e as outras cidades históricas de Minas Gerais. Nosso WhatsApp (clique aqui).

14 de Abril: Dia Mundial do Café!

rota café minas

De onde vem e quem descobriu essa bebida que é sucesso em todo planeta?

Conheça a LENDA DE KALDI!

O café é uma planta que tem a sua origem no continente africano, mais propriamente na Etiópia, na região de “Cafa”, inclusive originando o nome da bebida. Segundo a lenda, devemos agradecer a um pastor de cabras! Isso mesmo, Kaldi era um jovem pastor nas montanhas da Etiópia. Um belo dia, no século IX, observou suas cabras agindo de forma estranha, pulando e brincando além do normal! Elas tinham tanta energia que não dormiram naquela noite!

Depois de algumas investigações, Kaldi descobriu que as cabras comiam frutinhas vermelhas de uma árvore ainda desconhecida. O pastor decidiu experimentar os frutos e após comer um pouco, ele se juntou às cabras dançando e brincando.

Mais tarde, um monge estava passando e observou Kaldi e as cabras dançantes. Intrigado, ele parou para ver o que estava acontecendo. Kaldi contou a ele sobre as frutas vermelhas, e o monge se convenceu de que eram uma resposta às suas orações.

Ele explicou a Kaldi que sempre adormecia no meio de suas orações. Quando ele comeu as misteriosas frutas vermelhas, ele conseguiu ficar acordado! Ele ficou acordado por horas e horas, orando no estado de êxtase divino que sempre desejou. Desde aquele dia épico de descobertas, o café evoluiu para uma bebida apreciada por pessoas em todo o mundo.

Que tal comemorar esse dia com um cafezinho passado na hora? Saúde!

Fique ligado, em breve divulgaremos programas para visitar diversas rotas do café!

Fotos: Sítio Terra Nova Campestre – Minas Gerais

Ramadã Mubarak! Significado e curiosidades!

RAMADÃ MUBARAK

Inicia hoje o Ramadã, o mês mais sagrado para os muçulmanos. A cada ano acontece num mês diferente porque é baseado no calendário lunar e pode ter 29 ou 30 dias.  De acordo com a tradição muçulmana este foi o período que o profeta Maomé começou a receber as revelações do Alcorão, o livro sagrado do Islã. 

Algumas práticas deste momento:
O jejum é certamente a prática mais significativa. O jejum é obrigatório durante todo o mês e vai do nascer ao pôr do sol, sem ingerir comida e bebida, inclusive água. E também não podem ter  relações sexuais e  fumar durante este período. 

Melhorar o comportamento e evitar hábitos que levem ao pecado, como: 

Não olhar propositalmente para pessoas do sexo oposto; não mentir, caluniar, fofocar, ser grosseiro, não dar atenção para intrigas, pessoas encrenqueiras, fofoqueiras, buscar a pureza, perdoar e ser paciente. 

Recitar o Alcorão ao longo dos dias de oração e que intensifiquem os estudos sobre as escrituras;

Praticar a caridade e a generosidade, especialmente com os mais necessitados.

Algumas curiosidades: 
Se um fiel não faz o jejum ou quebra-o sem nenhum motivo que o valha, tem que pagar um sacrifício maior ou compensar, normalmente em forma de doação. Esta “dívida” deve ser “quitada” antes do próximo Ramadã. 

Pingar substância nos olhos ou ouvidos também não é permitido – as doses devem ser adaptadas ao período possível.  Tudo que chega ao estômago pela boca, narinas e ouvidos, quebra o jejum. 

No final do dia, na hora da quebra do jejum, chamada “Iftar”,  o fiel deve ter pressa em se alimentar e é recomendado que ele coma uma tâmara (ou 3), ou se não tiver essa fruta deve“ desjejuar” com um copo de água, ou  leite ou iogurte, para então fazer sua refeição,  geralmente reunindo familiares e amigos.

Estão desobrigados de jejuar: crianças que ainda não tem maturidade e mulheres em período menstrual ou que estão com sangramento pós-parto. Idosos, doentes, grávidas ou lactantes estão dispensados em caso do jejum prejudicar a saúde.  Entretanto, cansaço e dificuldade de jejuar não são considerados prejuízos à saúde. 

O astronauta saudita Bin Salman jejuou no espaço. Na altura foi orientado a se orientar com base no último lugar que esteve antes de sair da Terra, que no caso foi a Flórida. 

Em alguns países a jornada de trabalho costuma ser reduzida neste tempo. Muitos cafés e restaurantes não abrem durante o dia. 

Estabelecimentos que normalmente vendem bebidas alcoólicas – a estrangeiros ou locais de outras religiões – neste período não podem vender.   

É comum a formação de estoques de alimentos e outros produtos, devido à redução das atividades comerciais. 

Neste período os muçulmanos viajam menos.

Observação: o islamismo é praticado em muitos países e com grande diversidade cultural. Em virtude disso podem ocorrer diferenças nas práticas e costumes entre uma região e outra.

Para os muçulmanos o Ramadã é o momento mais importante do ano, esperado com muita ansiedade. No início de Rajab – dois meses antes – o Profeta Maomé costumava suplicar: “Ó Allah! Nos abençoe durante Rajab e Sha’ban e nos deixe chegar ao Ramadan (com boa saúde). ”

É o momento em que os fiéis buscam o livramento do inferno, se livrar dos pecados e seus efeitos através do perdão e da misericórdia de Allah e intensificar o relacionamento com Deus e fortalecer a Fé. É o momento em que a  bondade, as virtudes e a retidão devem reinar nos corações muçulmanos. 

“Qualquer um que jejue durante este mês com pureza de crença e com expectativa de uma boa recompensa (do seu Criador), terá seus pecados anteriores perdoados”, disse Maomé. 

“Se combinarmos todas as bênçãos dos outros onze meses, elas não se somariam às bênçãos do Ramadan”, disse Shaikh Ahmed Farooqi. 

As recompensas por boas ações são multiplicadas durante o Ramadan.

Mas se por um lado é um mês de graças e bênçãos abundantes, também pode ser um mês de desgraças. É como se o que não for feito de bom neste mês não possa ser compensado em outro tempo. Das pessoas que o Profeta  amaldiçoou,  um é o  muçulmano que encontra o Ramadan em boa saúde, mas não usa a oportunidade para buscar a misericórdia de Allah. E isso serve para o que não jejua, mas também para o que jejua, ora, mas não se esforça para ficar longe dos pecados. 

Entre as muitas atividades deste tempo, os muçulmanos são encorajados a ficar o máximo de tempo nas mesquitas. É comum uma pessoa desistir de todas as suas atividades normais e entrar em uma mesquita por um período específico. Há um grande mérito nisso e toda comunidade muçulmana é incentivada a fornecer pelo menos uma pessoa que irá fazê-lo nos últimos dez dias do Ramadan. São condutas necessárias que ajudam o fiel a se fortalecer. E o Ramadã é o tempo para reconstruir a força espiritual, mas depende de cada um, o quanto vai se beneficiar deste tempo propício. 

Alguns acontecimentos importantes ocorridos no mês de Ramadã 

Livros sagrados: Além do Alcorão, ter começado a ser revelado a Maomé neste período, acredita-se que também durante o Ramadã, a Torah foi entregue ao Profeta Moisés, os Salmos ao Profeta Davi e o Evangelho ao Profeta Jesus.

Conquista de Meca: Maomé junto com outras tribos partiu de Medina a fim de libertar a “Caaba”, local sagrado, que estava em mãos de tribos pagãs. Esperava-se um verdadeiro massacre contra o profeta, mas este perdoou seus inimigos, onde muitos abraçaram o Islã e dessa forma a Casa Sagrada volta a ser um local de adoração ao Deus único, como permanece até os dias atuais, o local mais sagrado do islamismo, em Meca, na Arábia Saudita. 

Batalha de Badr: Batalha em que o exército muçulmano estava em muita desvantagem em relação ao adversário, mas mesmo assim venceram, num dia 17 do mês de Ramadã.  Há relatos de que anjos vieram do céu para ajudar os soldados de Maomé. Segundo fontes, o combate aconteceu entre 313 muçulmanos contra 1000 pagãos fortemente armados, inclusive com cavalaria.

Nascimento: Hasan ibn Ali, era filho de Ali e neto de Maomé. Sucedeu seu pai como califa por sete meses, mas renunciou ao cargo para a sucessão de Muawiyah, dando início à dinastia dos Omíadas.

Mortes de nomes importantes do Islã:  

Khadija, primeira esposa e a primeira pessoa a acreditar que Maomé era um profeta, grande apoio para que ele seguisse o caminho profético. Ela morreu quando Maomé ainda estava vivo. 

Aisha, a terceira esposa, uma das mulheres que Maomé mais amou e também teve grande importância política e histórica dentro do Islã. 

Califa Ali ibn Abu Talib, genro e sobrinho do Profeta, foi apunhalado enquanto orava dentro de uma mesquita.  O atentado se deu numa época muito turbulenta e de divisão dentro do Islã. 

Ruqayah,  filha de Maomé e Khadija, casada com Uthman e morreu no mesmo dia da Batalha de Badr.

Desejamos um ótimo Ramadã a todos os muçulmanos, em especial nossos amigos e parceiros. Ramadã Mubarak!