Hoje celebramos o dia de Tiradentes!

turismo cidade tiradentes

Por isso, listamos alguns motivos para conhecer a charmosa cidade de Tiradentes, que recebeu o nome em homenagem ao herói nacional.

Conhecer a cidade de Tiradentes é mergulhar na natureza, arquitetura, bons restaurantes, religião, museus e artesanato. É uma das cidades que melhor conta a história do Ciclo de Ouro e detém construções coloniais mais bem preservadas do país. 

A cidade promove importantes eventos culturais, como a Mostra de Cinema (janeiro), o Tiradentes em Cena (maio), o Tiradentes Vinho e Jazz, o  Bikefest (junho),  e o Festival de Cultura e Gastronomia (agosto).

O Largo das Forras é a principal praça da cidade. Tem que ser aproveitado de dia e de noite. Lá você irá encontrar as tradicionais charretes que te levam para dar uma volta pela região. Ao lado do Largo das Forras, está a Ponte das Forras, obra do século XVIII que conecta a praça ao Largo das Mercês.  Umas das dicas é usar calçados bem confortáveis e se perder nas ruas do centro histórico, que deve ser explorado a pé. 

A belíssima Igreja Matriz de Santo Antônio é o cartão postal e a principal igreja da cidade. Grande exemplo de arte barroca e rococó, a igreja foi modificada em 1810 por Aleijadinho. Suas origens estão ligadas a própria fundação da cidade, o antigo ‘Arraial Velho do Rio das Mortes’. No caminho para a Matriz, você passa pelo Largo do Sol, onde está a estátua de Tiradentes, a Capela de São João Evangelista e a Casa de Padre Toledo.

Além das igrejas, vale a pena conhecer os museus, como o de Sant’Ana, que abriga 291 imagens de Sant’Ana, a santa protetora dos lares e da família e  o  dos mineradores, que contém obras de várias regiões do país, eruditas e populares, dos mais variados estilos e técnicas, produzidas em sua maioria por artistas anônimos, entre os séculos XVII e XIX.

O passeio de Maria Fumaça é imperdível e um dos mais procurados. A locomotiva percorre 12 km do trecho da Estrada de Ferro Oeste de Minas, passando pelo Rio das Mortes e pelas montanhas da Serra de São José. Após 40 minutos, a maria fumaça chega a São João del Rei, cidade associada à descoberta do ouro na região, no começo do século XVIII.

Onde se hospedar: Se a ideia é ficar hospedado no centro histórico e esquecer o carro durante a sua estadia, deixamos aqui algumas dicas em diferentes categorias, todas testadas e aprovadas por nós da Peregrinos Brasil:

Santíssimo Resort: é o que há de mais completo em estrutura de turismo e lazer, a apenas 2 minutos do Largo das Forras. O Santíssimo reúne diversas opções para seu lazer, seja viagem de família, amigos, casais, melhor idade, férias, eventos empresariais e festas.

Pousada Mãe D’Água: conquista seus hóspedes pelo charme e beleza de seus vários ambientes. É uma das melhores opções de hospedagem, trazendo para você, sua família ou grupo o melhor custo/benefício. A Pousada ainda conta com profissionais preparados para atender aos hóspedes de forma cordial e eficiente, trazendo praticidade e conforto para sua estadia.

Hotel Ponta do Morro: o tradicional hotel foi inaugurado em 1987, com a missão de ser “uma extensão da casa” de cada um de seus clientes, o local oferece infraestrutura perfeita para o descanso e lazer na mais charmosa cidade mineira, tal como, para a realização de eventos sociais e empresariais dos mais variados tipos. 

CONTEXTO HISTÓRICO:

Tiradentes nasceu na cidade de Ritápolis, Minas Gerais, no ano de 1746. Em pleno período colonial, o Brasil gerava muitos lucros à Coroa Portuguesa através da exploração do ouro mineiro. Com o passar do tempo, a capacidade de mineração foi diminuindo e a arrecadação de impostos passou a aumentar. 

Intelectual, Tiradentes se inspirou nas ideias de revolucionários iluministas e na independência dos Estados Unidos. Seu objetivo era libertar o país do domínio português. Juntou-se a padres, coronéis, poetas e advogados, para planejar um motim contra a metrópole. 

O movimento, chamado de Inconfidência Mineira, eclodiu quando um membro do grupo, Joaquim Silvério, traiu a organização. Joaquim devia 700 contos ao rei de Portugal e, para ter a dívida perdoada, denunciou o plano às autoridades.

Devido ao seu espírito de liderança, Tiradentes foi considerado o mais radical do grupo, tendo planejado até o assassinato do Visconde de Barbacena. Além disso, ele foi o único dentre os inconfidentes a assumir a participação na conspiração. 

Presos, todos os inconfidentes aguardaram durante três anos pela finalização do processo. Como pena, todos eles foram acusados de traição. No dia 21 de abril de 1792, Tiradentes foi enforcado, decapitado e esquartejado em praça pública como exemplo para toda a população. Acredita-se que antes de morrer, Joaquim da Silva Xavier disse: “Jurei morrer pela independência do Brasil, cumpro a minha palavra! Tenho fé em Deus e peço a ele que separe o Brasil de Portugal.”

A partir daí, ele passou a ser um ícone da liberdade e da independência brasileira. Seu nome, inclusive, consta no Livro de Aço do Panteão da Pátria e da Liberdade, um memorial cívico que homenageia grandes personagens da história do país. 

Entre em contato com a Peregrinos Brasil e monte o seu roteiro para conhecer esta e as outras cidades históricas de Minas Gerais. Nosso WhatsApp (clique aqui).